01Feb

Viborel: “Crescemos de 3 a 5% todos os anos”

Com aproximadamente 1200 clientes, cerca de 300 referências, mais de 70 funcionários, e um crescimento sustentável ano após ano, a Viborel assume-se como um case study. João Braga, diretor geral da empresa, revela que as metas de faturação para este ano já foram conquistadas.

Em 2017, a Viborel comemora 33 anos de atividade. Que balanço faz?

Têm sido 33 anos de sucesso. Desde o primeiro dia que a Viborel conseguiu atingir algo que me parece quase um case study porque teve resultados positivos em todos estes anos de atividade. Desde o primeiro ano que a Viborel atingiu todos os objetivos comerciais a que se propôs, e em simultâneo, conseguiu terminar os anos de forma positiva, mesmo em momentos de crise.

Esta não é uma história vulgar. Não conheço muitas empresas que tenham tido um desempenho semelhante.

Como é que a empresa fechou o ano passado e quais metas de faturação para 2017?

Em 2016, a empresa faturou 50 milhões e meio de euros e tinha definido para este ano, crescer entre os 5 e os 10%, acabando 2017 com um mínimo de 53 milhões de euros, dependendo da conjuntura e das oportunidades que possam surgir com o mesmo portefólio.

No final de setembro, estávamos com 5% acima do ano passado, e no final de outubro, devemos ter a diferença do aumento de vendas nos dois milhões, dois milhões e meio que tínhamos previsto para o fecho do ano. Este mês correu particularmente bem, o que significa que teremos menos stress em novembro e dezembro. Temos uma folga que nos permite avançar até ao final de 2017 com maior tranquilidade sem ter de pressionar o mercado.

Os dois últimos meses são sempre muito importantes. No ano passado, foram fabulosos, e serão eventualmente mais difíceis este ano pois é mais difícil crescer em cima de meses muito bons. Temos uma expetativa de poder continuar o crescimento um pouco acima dos mínimos que tínhamos definido como objetivos, os tais 5%.

Este tem sido um ano atípico, em que janeiro e fevereiro foram meses muito difíceis, com vendas inferiores ao ano anterior. Os restantes, até hoje, têm sido muito positivos e com taxas muito elevadas. Estivemos a bater recordes, sendo outubro, o melhor mês de sempre da Viborel. Estamos no bom caminho…